Tecnodrom.com.br
Tecnodrom.com.br
Tecnodrom.com.br


Autor: Uezima

Autor: Uezima | Data: 20/01/2014

Desde os primórdios da humanidade, os mitos e falsas afirmações estão presentes em diversos segmentos da sociedade, surgindo geralmente num contexto onde a justificativa para o acontecimento de um certo fenômeno não é encontrada. Obviamente, a computação não é exceção neste cenário, e com o crescimento dessa grande ferramenta dos tempos modernos, a internet, onde os usuários podem ser ‘protegidos pelo anonimato’, mitos são facilmente repassados de fóruns, sites e redes sociais. Com o repasse dessas histórias, o aspirante a usuário, novato neste deslumbrante mundo digital, pode acabar se deparando com um desses mitos e acabar acreditando neles, muitas vezes ajudando a propagá-los compartilhando-os em seu perfil no Orkut (lembre-se, trata-se de um usuário novato).

Com o objetivo de investigar esses boatos envolvendo computadores e tecnologia, o blog Tecnodrom inaugura uma nova série de postagens, que serão publicadas esporadicamente (quando o universo se alinha numa arquitetura única em que um fenômeno interessantíssimo provoca a redução da preguiça e um incrível crescimento nas taxas de criatividade e inspiração do editor deste blog), chamada de ‘True or False’, onde traremos os mais diversos mitos da computação e após uma complexa análise dos fatos, responderemos se são Verdadeiros ou Falsos.

True or False

(Desculpe John, mas eu acho que não)

 

Para dar início a esta maravilhosa série, vamos analisar o nosso primeiro mito. Para isso, contaremos uma história de nosso colega John Clica em Tudo da Silva, um aspirante a usuário que acabou de realizar uma excelente aquisição de um novíssimo computador Pentium 2 branco.

John voltou eufórico da rua Santa Efigênia, carregando em baixo do braço seu novo computador. Apesar de leigo quando o assunto é informática, John sabe que precisa de um antivírus antes de se aventurar nas redes da internet, já que ele não quer ter dores de cabeça com malwares entrando em seu novo equipamento. Assim, o nosso aspirante a usuário comprou juntamente com seu computador, o CD de dois antivírus de marcas diferentes. Achando que estará mais protegido, John decide instalar os dois CDs em seu sistema, não satisfeito, procura um terceiro software para download, o Avast, uma vez que é gratuito. Dessa forma, ele acabou instalando três antivírus em sua máquina.

John acha que está completamente protegido e está neste momento clicando no anúncio na qual diz que o Google lhe pagará R$150 por semana, logo após de ter efetuado o cadastro para receber seu iPad por ter sido o visitante 999.999 de um site qualquer.    

Será que John fez a escolha certa? Ter mais de um antivírus em seu computador lhe garante maior proteção?

A resposta para a pergunta acima é não. Na verdade, instalar mais de um software antivírus em seu computador só irá prejudicar o mesmo de diversas formas.

 

Ocorre perda de desempenho

Este tipo de software, por sua característica de zelar pela segurança, consome uma grande parcela de sua memória RAM. Assim, se você instalar mais de um software deste tipo, haverá muito poder de processamento sendo gasto, reduzindo drasticamente o desempenho e fluidez de seu sistema operacional.

 

Há conflito entre os softwares

Quando há mais de um antivírus operando em seu computador, muitas vezes um deles pode acabar detectando o outro software protetor como uma ameaça à sua máquina, disparando um “falso positivo”. Assim, ambos os programas podem acabar alertá-lo constantemente sobre riscos que na verdade não existem.  Já quando um vírus realmente for encontrado por algum dos programas, outro problema poderá surgir. Como o arquivo malicioso acaba sendo isolado pelos antivírus, provavelmente você não conseguirá removê-lo. Um impossibilita a ação do outro.

Sendo assim, está mais que esclarecido que não se deve instalar mais de um software antivírus em seu computador. Mantenha apenas um de sua preferência, constantemente atualizado.

Portanto, essa afirmação de que instalar mais de um antivírus garante maior proteção ao computador nos retornou o valor FALSE ! Trata-se de um mito.

 

String afirmacao = “Instalar mais de um antivírus é bom”;

if ( afirmacao ==  “Instalar mais de um antivírus é bom”)

                              return false;

 

 True or False

 


Autor: Uezima

Autor: Uezima | Data: 17/01/2014

Para a maioria das pessoas, o software Excel do pacote Office da Microsoft, deve representar apenas um programa chato de gerar planilhas de trabalho, mas nas mãos de artistas o software pode ser usado para uma outra função completamente diferente da qual foi projetado: possibilitar a criação de incríveis obras de arte.

Quando você procura um software para criar desenhos e ilustrações digitais, certamente o link para download do Excel não passará pela sua barra de endereços de seu browser, não é mesmo? Mas para Tatsuo Horiuchi, japonês de 73 anos, o software é bastante propício para essa finalidade, uma vez que o criativo senhor desenvolveu métodos bastante interessantes para criar desenhos no software da Microsoft.

Ilustração no Excel

Tatsuo descobriu esse talento à 13 anos atrás, quando estava prestes a se aposentar, e em seu tempo livre decidiu procurar técnicas de desenho inusitadas. Comoviu o poder de desenvolvimento de gráficos do Excel, decidiu experimentar criar desenhos artísticos no software. Detalhe: Tatsuo nunca havia utilizado o Excel em seu trabalho, apenas começou a utilizá-lo quando experimentava novos métodos de desenho.

"Os softwares gráficos são bastante caros, porém o Microsoft Excel já vem pré-instalado nos computadores com Windows, além de possuir mais funcionalidades e ser mais fácil de utilizar do que o Microsoft Paint", comentou Tatsuo.

Essa é mais uma prova de que o software utilizado na criação de desenhos e ilustrações pouco importa nas mãos de um habilidoso artista, podendo ser até mesmo, o Excel.

Ilustração no Excel

O mais legal é que duas de suas obras estão disponíveis para download e podem ser abertas no Excel de seu computador.

Faça o download das obras:

Cherry Blossoms at Jogo Castle (2006)

Kegon Falls (2007)


Autor: Michel

Autor: Michel | Data: 15/01/2014

Quando o novo Mac Pro foi lançado, houve muita discussão sobre seu formato cilíndrico. Muitos gostaram, outros afirmaram que ele se parecia com uma lixeira. Uma dessas pessoas levou isso ao pé da letra.

Um modde, pessoa que modifica chassis e gabinetes de computador, criou uma réplica do novo(e caro) Mac Pro utilizando uma lixeira.

 

 

 

 

O projeto foi publicado originalmente no fórum TonyMacx86, espaço popular pelas discussões que envolvem a instalação do OS X em hardwares encontrados em qualquer loja de informática. O dispositivo conta com uma placa-mãe Gigabyte z78n, uma placa de vídeo AMD Radeon HD 7750, um drive SSD, um HDD e ventoinhas localizadas na parte inferior e superior do aparelho para ajudar em sua ventilação.

 

 

Apesar da beleza da réplica,ela não tem o mesmo desempenho da original.

 

Podemos dizer então que a réplica ficou um lixo??

Ou que o hardware é de se jogar fora??

 

Desculpa, já parei!


Fonte: Ars Technica


Autor: Uezima

Autor: Uezima | Data: 13/01/2014

Quando pensamos numa impressora 3D logo nos vem à cabeça uma imagem de um equipamento relativamente de pequeno porte que molda estruturas tridimensionais, elaboradas num software de um computador, num polímero que pode ser o ABS ou PLA, como comentamos nesta postagem do blog Tecnodrom.

Mas as utilidades de uma impressora 3D vão muito além de criar moldes bonitinhos de seja lá o quê, uma vez que University of Southern California está testando um equipamento gigantesco capaz de modelar, utilizando concreto, uma residência inteira. Isso mesmo, a mega impressora 3D será capaz de transformar um arquivo “casa.3d” (extensão .3d meramente ilustrativa) numa moderna moradia e o melhor de tudo, em menos de 24 horas.

Impressora 3D em residências

O dispositivo foi batizado de Contour Crafting e pretende revolucionar a indústria da construção civil, isso caso consiga se tornar economicamente viável.

O objetivo da impressora 3D é cortar custos no processo de construção de uma casa, permitindo mais facilmente que diversas pessoas de baixa renda possam usufruir de uma casa própria com qualidade.

O equipamento também possui capacidade para construção de prédios com vários andares e inclusive a modelagem de paredes curvas e modernas, processos estes que custariam muito mais no modelo de construção civil atual, por conta de sua complexidade.

O projeto ainda está longe de ser concluído e aplicado de fato nas construções atuais, mas passa por constantes melhorias. Atualmente, a pesquisa está sendo financiada pela NASA e pelo Cal-Earth Institute.

Impressora 3D aplicada em residências


Autor: Michel

Autor: Michel | Data: 10/01/2014

Em 2013 fomos surpreendidos pela Valve que anunciou seu sistema operacional focado em jogos, o SteamOS. Além disso, anunciou que estava produzindo um console com o sistema, e que as outras empresas tinham total liberdade de criar consoles também.

E para deixar os gamers um pouco mais ansiosos a Valve anunciou, durante a CES 2014, um catálogo completo com 13 empresas que estão desenvolvendo computadores com o sistema operacional SteamOS. Dentre as empresas mais famosas estão: Alienware, GigaByte, Alternate e Zotac.

E, se o que preocupa muitos gamers é o preço, o investimento é diverso entre os  US$ 499 (cerca de R$ 1189) até US$ 6000 (aproximadamente R$ 14180).

 

Abaixo estão os consoles apresentados:




 

 

 

 

 

Com a chegada desses consoles ao mercado, poderemos compará-los com os consoles de nova geração: PS4,XBOX ONE e Nintendo Wii U(mais ou menos). A comparação será parecida com essa:

 

 

Fonte:Steam


Desenvolvido por:

Desenvolvido por: GUILHERME UEZIMA

Creative Commons (CC) 2013-2014 Tecnodrom.com.br - Alguns direitos reservados

//Frase para encher linguiça (Ops ... :) )

Início das atividades: 01/01/2013

Licença Creative Commons
Tecnodrom - Um blog de tecnologia de Tecnodrom é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 3.0 Não Adaptada

.
Tecnodrom | Um blog de tecnologia (Ou quase isso ...)