Tecnodrom.com.br
Tecnodrom.com.br
Tecnodrom.com.br


Autor: Uezima

Autor: Uezima | Data: 02/06/2014

Hoje em dia, a cada instante um novo meme é criado e amplamente divulgado pelos fascinantes “tubos” da internet. Vídeos, imagens, quadrinhos, são compartilhados numa velocidade incrível por milhares de pessoas num curtíssimo período de tempo, repassando conteúdos informativos, engraçados e outros bizarros, como é o caso do Trololó, um meme relativamente antigo para os padrões da internet, mas é muito mais do que um vídeo musical de uma música com uma letra “complicadíssima”. Vamos explorar a história por traz deste meme e encontrar respostas para tamanha bizarrice compactada neste vídeo.

Caso você estivesse vivendo numa caverna, situada em Lugar Nenhum, e não sabe do que estamos falando, o Trololó foi um vídeo muito divulgado por volta de 2010 e basicamente é um “clipe” musical de uma letra cheia de “lalalá”, “lololó” e “hohoho”, interpretada por um cantor com expressões forçadas e sorrisos psicopatas, com um corte de cabelo cabelo like a Jassa.

O cantor era Eduard Anatolyevich Khil, de nacionalidade russa e considerado um artista muito popular na época da União Soviética, participando de diversas gravações de canções a favor do regime. Em particular, a música conhecida como Trololó, cujo nome original traduzido de forma livre é “Estou muito feliz, porque finalmente voltei para casa”, foi retirada do baú e publicada por um usuário no Youtube, para alegria e euforia do povo.    

Mas qual é o motivo de se criar uma música assim? Bem … para responder esta intrigante pergunta, tempos que entender o contexto a qual ela foi criada. Como dissemos anteriormente, esta música foi composta durante o regime da União Soviética, e em sua primeira versão, não era formada inteiramente por “lalalás” e “lololós”, na verdade havia uma letra, porém não agradava nem um pouco os Comunistas, já que fazia referências ao estilo de vida norte-americano. Assim, a letra foi alterada, criando este recente hit da internet.

Eduard Khil faleceu em 2012, com 77 anos, vítima de um AVC.


Autor: Michel

Autor: Michel | Data: 30/05/2014

Os brasileiros sempre tiveram a fama de recriar padrões,produtos e estilos de outros países(com o jeitinho brasileiro,é claro).Muitas vezes,é uma cópia descarada(Músicas do Latino),ou simplesmente vem para suprir uma falta dos brasileiros.

 

Esse é o caso do novo aplicativo criado no Pará,o ZapZap.Com uma clara menção ao concorrente WhattsApp,esse aplicativo tem funções muito parecidas com o mesmo.

Porém,como o app é baseado no aplicativo Telegram,é possível enviar uma mensagem que se "autodestrói" em segundos.Além disso,é possível utilizar o serviço via web,que não é possível no seu concorrente mais famoso,o WhattsApp.

 

“Estudei o código do Telegram por três meses até que encontrei uma maneira de utilizar a nuvem deles em um outro aplicativo com interface modificada. Depois, consegui deixar o aplicativo mais rápido no desempenho e tempo de resposta”, explica o paraense Erick Costa, que criou e hoje mantém sozinho o Zapzap – o nome, disse o programador, surgiu naturalmente após o aplicativo ser desenvolvido.



Atualmente,o ZapZap está disponível apenas para Android.Mas,segundo o desenvolvedor do app,as versões de IOS e Windows Phone estão em desenvolvimento.


Autor: Uezima

Autor: Uezima | Data: 28/05/2014

De vez em quando, nos deparamos com nomes de pessoas um tanto quanto exóticos, sejam de origens estrangeiras ou até mesmo resultado da criatividade do Ser Humano, como é o caso do técnico de eletrônica chamado Xerox Miguel, residente de Recife.

E o melhor ainda está por vir, pois Xerox possui duas irmãs: Autenticada e Fotocópia!

De onde veio tanta criatividade? Bom … segundo os jornais, José Miguel, pai e responsável pela escolha destes ilustres nomes, ao entrar no cartório para batizar seu filho viu um cartaz escrito “Xerox e fotocópias autenticadas”, e assim decidiu usar as três palavras para nomear o recém-nascido e os filhos que poderia ter no futuro.

A família diz não se incomodar com as inevitáveis piadas, visto que estes inusitados nomes já abriram muitas portas na vida, como é o caso da Autenticada, que é jornalista de formação e agora cantora gospel. Segundo ela, muitos convites foram feitos à ela por conta de seu nome diferenciado.

Mas o melhor deixamos para o final, voltando para o caso de nosso amigo Xerox, o mesmo também decidiu batizar os seus filho com alguns nomes incomuns, como é o caso do Carimbo. Isso mesmo, o nome de um de seus filhos é Carimbo!

De fato, isto não era uma lenda urbana, eles realmente existem! Hehe


Autor: Uezima

Autor: Uezima | Data: 26/05/2014

No dia 30 de agosto do ano passado, o blog Tecnodrom celebrava a publicação do artigo de número 100, representando uma grande marca para o nosso pequeno site. Hoje, praticamente nove meses depois, atingimos uma nova marca, para orgulho de toda equipe que tenta manter semanalmente o conteúdo de nosso blog, canal e demais mídias. Hoje completamos, 200 artigos publicados.

Ao longo desse tempo todo, produzimos artigos das mais diversas áreas da tecnologia, seja para lhe ajudar a conhecer ferramentas que podem acabar sendo úteis para seu dia a dia, ou apenas para sanar dúvidas ou curiosidades da vasta área da computação, sempre prezando pela qualidade do conteúdo.

Assim, em nome de toda equipe responsável pelo material publicado no Tecnodrom, agradecemos a vocês leitores por todo apoio e esperamos que continuem acompanhando os nosso mais variados conteúdos semanais.

Como já é tradição, sempre que atingimos alguma marca importante para o nosso blog, publicamos alguma novidade que está por vir, dessa forma, hoje não poderia ser diferente. Gostaríamos de anunciar que em breve, lançaremos um novo Tecnodrom, muito mais interativo e moderno, de forma a aprimorar cada vez mais a experiência de nossos usuários. Muitas novidades estão por vir, portanto *pausa dramática* aguardem os próximos capítulos.

 

Tecnodrom

 


Autor: Uezima

Autor: Uezima | Data: 21/05/2014

Em algumas postagens anteriores, comentamos diversas vezes sobre as facilidades que as impressoras 3D poderão vir a nos proporcionar a medida que suas tecnologias vão se inovando. Até casas poderão ser rapidamente construídas, a um custo menor, utilizando-se grandes estruturas de “impressoras 3D”.

A diversidade de coisas que estes dispositivos são capazes de produzir é realmente impressionante, praticamente qualquer coisa poderá ser feita a partir de impressoras 3D, até mesmo panquecas!

Isso mesmo, a PancakeBot, uma impressora 3D desenvolvida especialmente para modelar suas panquecas em formatos divertidos, foi recentemente anunciada numa exposição nos Estados Unidos, a Bay Area Maker Faire 2014.

O funcionamento do equipamento é bastante simples, utilizando-se um computador você pode transformar qualquer coisa em panquecas, desde pontos turísticos até desenhos animados, onde depois é só adicionar uma deliciosa cobertura a gosto.

Confira o vídeo de funcionamento desta impressora 3D:


Desenvolvido por:

Desenvolvido por: GUILHERME UEZIMA

Creative Commons (CC) 2013-2014 Tecnodrom.com.br - Alguns direitos reservados

//Frase para encher linguiça (Ops ... :) )

Início das atividades: 01/01/2013

Licença Creative Commons
Tecnodrom - Um blog de tecnologia de Tecnodrom é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 3.0 Não Adaptada

.
Tecnodrom | Um blog de tecnologia (Ou quase isso ...)